sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Estudo explica "efeito sanfona" sofrido por quem faz dieta

Pessoas com maiores ou menores níveis de certos hormônios são mais propensas a recuperar os quilos que perderam

por Redação Galileu
   Reprodução
O temido “efeito sanfona”, que consiste em recuperar rapidamente o peso perdido após uma dieta, é observado em muitas pessoas que seguem programas para emagrecer. Agora, ele pode estar com os dias contados. Um estudo confirmou que a probabilidade de uma pessoa voltar a engordar está diretamente ligada a alguns hormônios do apetite, que poderão ser controlados com dietas especialmente desenvolvidas.
A chilena Ana Belén Crujeiras, médica do Complexo Hospitalar Universitário de Santiago (CHUS) e principal autora da pesquisa, afirma que a forma como cada pessoa responde a um tratamento para emagrecer é determinada pelas próprias características de seu corpo. "Há pacientes que são sensíveis, outros que são resistentes aos benefícios de uma dieta", diz.
A pesquisa descobriu que pessoas com níveis mais altos do hormônio leptina e mais baixos do grelina são as mais propensas a ganhar de volta os quilos que perdeu. Estes resultados, publicados no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, foram obtidos a partir de análise de 104 pessoas obesas que seguiam um regime alimentício para perder calorias.
Segundo os autores, este estudo pode ajudar os pacientes acima do peso a manter a forma, já que nutricionistas e endocrinologistas poderão desenvolver programas de emagrecimento individualmente adaptados, levando em conta os níveis de leptina e grelina do indíviduo.
Fonte: Revista Galileu

Nenhum comentário:

Postar um comentário